ISAVE promove envelhecimento com qualidade em Amares

/
/
ISAVE promove envelhecimento com qualidade em Amares

Envelhecer com Qualidade – Projeto de Intervenção Comunitária

Atualmente, as pessoas vivem mais tempo e de forma mais saudável, o que contribui para o crescimento da proporção de pessoas idosas em detrimento das faixas etárias mais jovens (WHO, 2012). À semelhança do restante país, o concelho de Amares apresenta uma estrutura populacional envelhecida, com um índice de envelhecimento, na ordem dos 126, em 2015 (INE, 2016). 

O Diagnóstico Social (DS), incluído no Plano de Desenvolvimento Social de Amares 2015-2021, descreve uma conjuntura de instabilidade social e económica, proporcionada pelo aumento da complexidade das questões sociais. Este DS relaciona os desafios/necessidades, na área do envelhecimento, essencialmente com as implicações (biopsicossociais) que o processo de envelhecimento tem sobre a qualidade de vida, assim como com a inadequada adaptação das respostas das Instituições às necessidades das pessoas, em rápida e constante mudança, à medida que envelhecem (CMA, 2015).

Num sentido mais amplo, verifica-se a necessidade da promoção do desenvolvimento local, sobretudo através da articulação entre ações formativas, dinamização de associações locais, estabelecimento de parcerias, qualificação de recursos humanos e capacitação da própria comunidade. 

O desenvolvimento comunitário é fundamental para a promoção da qualidade de vida das pessoas e das futuras gerações, podendo ter como base a intervenção comunitária, que será o trabalho realizado com as populações tendo como objetivo a resolução de problemas e a promoção das potencialidades através de ações concertadas entre vários agentes e a própria comunidade local.

A intervenção comunitária, que deverá assentar no princípio da capacitação, torna importante o envolvimento, total, da comunidade, assim como a participação ativa dos agentes locais. 

Assim, o ISAVE propôs-se à criação de um projeto de intervenção com base comunitária, nas áreas emergentes do envelhecimento e da gerontologia, temas estruturantes da sociedade moderna, que tem por principais objetivos:

  • Fomentar a participação ativa da população de Amares nos assuntos que envolvem a(s) problemática(s) do envelhecimento e da gerontologia;
  • Criar e desenvolver programas na área da educação para a saúde e capacitação dos cuidadores informais;
  • Dotar os cuidadores formais de conhecimentos e competências baseadas no cuidado centrado na pessoa.

Este projeto pretende ser, acima de tudo, uma forma de congregação de esforços e sinergias, entre agentes, entidades e comunidade locais, e que tem por intuito tornar Amares num concelho mais inclusivo e promotor de oportunidades para um envelhecimento ativo, qualidade de vida e bem-estar da população, à medida que envelhece.

Para a prossecução dos objetivos propostos, o projeto Envelhecer com qualidade, contará ainda com a celebração de protocolos de colaboração com as mais diversas entidade locais, nomeadamente: Casa de Saúde de Amares, Centro Social de Dornelas, Cruz Vermelha, Universidade Sénior de Amares, Santa Casa da Misericórdia de Amares.

As atividades propostas serão desenvolvidas com o apoio dos parceiros identificados, assim como com a participação da comunidade académica do ISAVE. Com orientação e supervisão dos docentes, os estudantes poderão realizar ações relacionadas com a promoção da saúde, qualidade de vida e envelhecimento ativo, junto da comunidade e dos parceiros.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Share on email

Loading...